Cateter Duplo J – Ruim com ele pior sem ele.

Para os que ainda não conhecem o famoso, e odiado vilão da urologia, cateter ureteral (nome mais formal) é um dispositivo feito de material sintético geralmente poliuretano de aproximadamente 24 ou 26 cm de comprimento, com 2 mm de diâmetro com as pontas enroladas (veja a figura) utilizado com a finalidade de drenar a urina do rim em direção a bexiga. É colocado dentro do ureter (a segunda figura) em casos onde a drenagem de urina do rim para a bexiga está comprometida.

Os principais casos onde se usa o duplo J:

  • pós operatórios de cirurgias urológicas no rim ou nos ureteres

  • compressões extrínsecas do ureter (tumor abdominal)

  • cálculos obstruindo a drenagem de urina dos rins

  • lesões do ureter por trauma

  • estenose congênitas ou adquiridas do ureter.

Mas por quê ele é o terror dos pacientes com cálculos?

Ele causa um desconforto, por ser um elemento estranho ao organismo, apesar de feito de material totalmente inerte e flexível muitas vezes ele acaba inflamando a mucosa da bexiga e causando sintomas semelhantes a uma cistite ou infecção urinária, além de causar pequenos sangramentos na urina. Ainda pode causar outros incômodos no momento da micção, como uma dor nas costas, devido ao refluxo de urina da bexiga para os rins.

Mas quanto tempo vou ter que usar?

Isso depende do motivo pelo qual foi passado, ele foi desenvolvido para ficar até cerca de 90 ou 180 dias, e outros suportam até 1 ano. Mas calma em geral ele deixado nos pós operatórios até que o processo inflamatório melhore ou as estruturas cicatrizem, entre 1 ou 4 semanas.

Tá ele já tá aqui, vai ficar um tempo, como posso ter uma boa convivência com ele?

Bom pra que ele incomode menos é importante tomar bastante líquido, evitar alimentos  muito condimentados, evitar ingesta de pimenta e bebidas ácidas. A atividade física intensa não é proibida, mas é possível que cause mais desconforto e pequeno sangramento na urina.

Há alguns medicamentos que seu urologista pode prescrever para que a permanência do cateter seja mais confortável.

Ruim com ele e pior sem ele?

Sim, a não colocação do cateter após cirurgias para tratamento de cálculos renais ou ureterais pode levar a obstrução do ureter por edema da mucosa, pequenos coágulos ou mesmo pequenos fragmentos de cálculo. E obstrução do ureter é igual a cólica renal. Quem já teve cólica renal sabe bem como é. Então é melhor encarar um desconfortozinho por algumas semanas que algumas horas de cólica.

Como tira isso?

Então, de novo vamos dizer que depende. Ao colocar seu urologista provavelmente já sabe quando tempo vai deixá-lo lá. Se for ficar só uma semaninha pode ser deixado um fiozinho de naylon saindo pela uretra, e pra tirar é só puxar o fiozinho. Olha ai, tem o fiozinho?

Bom se não tiver o fiozinho é necessário o uso de um aparelho que tem uma câmera na ponta e um pinça, ele é introduzido na bexiga e por ele prendemos e retiramos o duplo J.

Não se assustem ambos os procedimento são bem tranqüilos, suportáveis e possíveis, você vai conseguir.

Pronto tirei isso, com vai ser minha vida?

Ótima, se prepare para bons momentos, depois de toda tempestade vem a calmaria, não é assim? Mais ou menos, algumas pessoas podem ter ainda um pouco de dor, principalmente se o cateter foi retirado bem precocemente, ou ainda alguns pacientes pode ter um pequeno espasmo do ureter depois que tirarem o cateter, causando um cólica renal. Calma vai passar com analgésicos. E depois o Duplo será apenas uma lembrança, mais uma história pra você compartilhar com outras pessoas que passam ou vão passar por isso.

Compartilhe a seguir a sua experiência e dicas de sucesso para ajudar aos outros que passam por esse momento, compartilhem também suas dúvidas, ajudarei no que puder (um segredo, não precisei usar o duplo J, mas nunca se sabe o dia de amanhã).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *